sexta-feira, julho 05, 2013

Especial

A estrela que apareceu estava escondida entre tantas outras...
Essas outras sempre estiveram disponíveis à observação, mas eu nunca gostei de olhá-las
Aquela, quando apareceu, mostrou seu brilho encantador, aquele brilho que eu sempre quis encontrar
Pude observá-la por um tempo, mas ela se foi, talvez para sempre
Meu olhar a fazia mal 
Impedida de ser observada por mim,foi embora sem se importar.
Quanto às outras, espero que um brilho tão especial volte a aparecer, pois no momento não há igual.
A tristeza não pôde ser afastada. Que ela se vá aos poucos. 


sábado, março 17, 2012

Tolerância

Quem poderá salvá-los quando a sensibilidade mostra-se tão distante?
Dizem que ela existe, que a abstenção apenas reflete a impossibilidade de opinar numa causa não própria, mas será que é possível racionalizar a sensibilidade?
Benevolência e solidariedade quando não usadas para libertar da crueldade, servem para quê? Como utilizá-las? Devemos mesmo deixá-las guardadas para quando for mais conveniente? Há crueldade que deva ser tolerada? E em nome de quê?
O que é mais forte do que o direito de não sofrer? Por que o direito de causar sofrimento em nome de uma causa sem sentido fecha os olhos( e o coração) de tantas pessoas?
Aqueles que não defendem a mudança me deixam intrigada...

domingo, junho 26, 2011

Ser Humano

O amanhecer fez nascer a saudade da Lua
A luz do Sol trouxe o desejo pelas gotas de chuva
A paisagem bucólica não é mais admirada por aqueles que reclamavam da cidade grande
O frio traz de volta não só os agasalhos, mas também os suspiros pelo calor
A música repetida à exaustão agora irrita por sua simples lembrança

terça-feira, maio 31, 2011

Vozes no silêncio

Será que a voz deles realmente nos defende ou apenas nos cala?
Enquanto esbravejam, indignam-se, revoltam-se, não tomam para si a nossa indignação?
Pensamos estar protegidos, mas tornamo-nos cada vez mais vulneráveis
Vulnerabilidade que se evidencia na inércia
Vozes que nos calam
Corroem a nossa ira
Falam por nós e tentam nos anestesiar

terça-feira, maio 24, 2011

Giovanna

Nasceu uma princesinha
Tão pequenina...
Que preenche os nossos corações como se gigante fosse
Trouxe alegria e esperança
Agora nos surpreende a cada dia
E nos encanta com seus olhos azuis...

sábado, maio 21, 2011

Voar

O medo de voar só é sentido enquanto não voamos
Quando sentimos a maravilha que é estar nas nuvens, não é mais possível controlar a vontade de estar lá sempre
Então por mais que saibamos o quão isso pode ser perigoso, já é tarde
O desejo por ser feliz torna-se mais forte

O Sol

Eu precisava de calor
Certa vez, encontrei uma fogueira.
Era bom tê-la perto.
Aquecia-me
Como era bom estar ali

Mas quando eu tinha que me afastar, não sentia tanta falta
Eu só precisava dela quando o frio chegava
Um dia a fogueira apagou
Eu senti falta daquele calor

Achei que nunca mais encontraria sensação igual
Até que encontrei o Sol
Incomparável não só nos momentos de frio
Sentia sua falta não só por seu calor
Amava a sua beleza
E seu brilho.